Ultrassonografia: os tipos e vantagens do exame para a mulher

Por:
Ultrassonografia: os tipos e vantagens do exame para a mulher
22 de novembro de 2019 Dra. Nubia
ultrassonografia sendo feita em mulher

Existem vários tipos de ultrassonografia (ou ecografia), mas todas têm um objetivo principal de extrema importância: detectar possíveis alterações no corpo humano. Os exames desse tipo são muito solicitados porque, de maneira geral, não causam dor e incômodo nas pacientes, além de serem seguros e não invasivos. 

Eles são realizados por meio de um aparelho de ultrassom, que emite ondas sonoras de alta frequência que formam as imagens visualizadas na tela do médico. Para conhecer os principais tipos de ultrassonografia mais solicitados para as mulheres, acompanhe o artigo.

Ultrassonografia das mamas 

A ultrassonografia das mamas é um exame de rotina que deve ser feito, anualmente, por mulheres que possuem entre 20 e 40 anos — após os 40, a ultrassonografia das mamas é feita junto com a mamografia como exame de rotina, pois os dois métodos se complementam. O exame, no entanto, pode ser realizado em qualquer idade caso haja suspeita de nódulos. Por meio do exame é possível diferenciar nódulos sólidos — de massa — e cistos mamários — líquidos — que, se apresentam algum risco, são encaminhados para biópsia.

Leia também:

Ecografia Mamária ou Mamografia: qual o melhor exame para você? Entenda!

Ultrassom obstétrico

Por ser feito com frequência por mulheres durante a gestação, este é um dos tipos mais conhecidos de ultrassonografia. O ultrassom obstétrico tem o objetivo de avaliar toda a estrutura que envolve o feto, como a placenta e o líquido amniótico. Além disso, por meio dele é possível saber a idade gestacional e detectar possíveis anomalias da gestação. 

Ultrassonografia abdominal 

A ultrassonografia da parede abdominal tem o objetivo de detectar alterações na região abdominal. Por meio dela é possível visualizar vários órgãos, como a vesícula biliar, o baço, o fígado e o pâncreas. O exame é comumente incluído na rotina de check-up, pois possibilita o tratamento precoce de várias doenças que acometem as regiões citadas.

Ultrassom do aparelho urinário

A ultrassonografia do aparelho urinário é utilizada para diagnosticar doenças no trato urinário, como pedra nos rins e infecção urinária — muito comum entre as mulheres. Apesar do exame identificar alterações no trato urinário, as imagens captadas por este tipo de ultrassonografia são feitas a partir do abdômen. O exame, no entanto, só é feito quando solicitado por um médico especialista.

Ultrassonografia transvaginal

A ultrassonografia transvaginal, assim como a de mama, deve ser incluída anualmente nos exames de check-up das mulheres. Isso porque ela examina todo o aparelho reprodutor feminino, que eventualmente pode apresentar alguma alteração. Permite avaliar o útero e suas principais doenças, como miomas — nódulos benignos que podem causar cólicas, sangramentos, infertilidade e adenomiose. Além de avaliar a presença de cistos — nódulos líquidos ou mistos nos ovários, podendo ser malignos ou não — o posicionamento do DIU e o endométrio — camada que reveste o útero internamente e pode estar espessado por alterações hormonais ou tumorais.

Diferentemente dos outros tipo de ecografia, a ultrassonografia transvaginal é feita por meio de um transdutor de ultrassom que é inserido na vagina. Apesar disso, o exame é indolor e não costuma gerar incômodo nas pacientes. 

Ultrassonografia transvaginal com doppler

Estuda o fluxo do sangue nos ovários e no endométrio, que quando apresentam determinadas características podem indicar suspeição.

Ultrassonografia transvaginal para controle de ovulação

Exame realizado durante dias específicos do ciclo, para se detectar as modificações no útero e ovários que caracterizam se houve uma ovulação inadequada. Clique aqui para mais informações.

Ultrassom transvaginal para mapeamento de endometriose

É um exame indicado para pacientes com quadro clínico de endometriose, que apresentam cólicas menstruais intensas, dor pélvica, sangramentos importantes com coágulos, dor durante a relação sexual e alterações intestinais e urinárias durante a menstruação.

Nesse exame são avaliados a porção mais distal do intestino grosso (reto e sigmóide), região posterior ao colo do útero, ligamentos uterinos, vagina, espaço retovaginal, bexiga, ureteres, útero e ovários para detecção de focos de endometriose profunda. O exame permite o planejamento da cirurgia laparoscópica, e tem sido apontado como superior à ressonância magnética para diagnóstico de endometriose intestinal.

Saiba mais sobre o exame em:

Mapeamento de Endometriose: o melhor exame para o diagnóstico

Ultrassonografia de abdome total

É um exame rápido, indolor, e que necessita apenas de jejum. São avaliados órgãos como o fígado, o pâncreas, vesícula biliar, baço e rins. Por meio da ultrassonografia de abdome total é possível fazer a análise de algumas patologias importantes como esteatose hepática — gordura no fígado — pedras e pólipos na vesícula, a pancreatite, cálculos e infecções nos rins, aneurismas e placas de gordura na aorta.

Ultrassonografia de tireoide com doppler

A ultrassonografia de tireoide é extremamente importante para a identificação de nódulos e as características desses, que podem indicar benignidade ou malignidade. O estudo com doppler avalia o fluxo de sangue nos nódulos, permitindo a classificação de quais deles têm  maior chance de benignidade. A tireoidite de Hashimoto, uma doença auto imune que é muito comum em mulheres, também pode ser evidenciada nesse exame.

Ecodoppler de carótidas e vertebrais

Indicado para mulheres acima de 40 anos, o exame permite a avaliação das principais artérias que levam o sangue ao cérebro, identificando a presença de placas de gordura ou estreitamentos das artérias, que poderiam ocasionar um AVC. Além disso, é também um marcador precoce de doenças coronarianas, já que o espessamento da parede da artéria carótida comum pode indicar esta tendência.

Ecodoppler de membros inferiores

O ecodoppler de membros inferiores é um exame utilizado para verificar e mapear a presença de insuficiência venosa, que causa varizes, ou ainda nos casos de suspeitas de trombose superficial ou profunda — caracterizadas por dor, inchaço e calor no membro afetado.

Densitometria Óssea

Indicada principalmente para mulheres após a menopausa, ou em pacientes que tenham risco para osteoporose — como as que apresentem doenças hepáticas,  renais , tabagistas, ou portadoras de artrite reumatóide , doenças inflamatórias intestinais (Crohn, retocolite ulcerativa) ou que façam uso de corticóides por mais de 3 meses.

O exame avalia a densidade mineral do osso, que pode estar diminuída nos casos de osteopenia( baixa densidade óssea)  ou osteoporose (doença que causa fragilidade óssea, com fraturas no fêmur, punho e coluna e várias complicações graves). É um exame indolor,  rápido e que utiliza baixíssimas doses de radiação.

Densitometria de corpo inteiro

É o exame padrão ouro, indicado pelos endocrinologistas para avaliação de massa gordurosa, massa magra, gordura corporal total, gordura ginóide (nos quadris e coxas) e gordura andróide (gordura abdominal), que juntamente com o tecido visceral adiposo  (gordura que fica entre os órgãos), está relacionada à doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes tipo 2.

Indicada para acompanhamento de dietas com restrição calórica, para atletas, para pessoas com sobrepeso ou obesidade, bem como na anorexia e indivíduos com patologias disabsortivas.

Saiba mais:

Exames ginecológicos: conheça os principais

Além dos exames citados anteriormente, existem outros tipos de ultrassom que são importantes para a saúde da mulher. Como, por exemplo, as ultrassonografias da tireóide, das articulações, dos nervos periféricos, transretal e vascular. Então, consulte-se com um ginecologista e solicite o seu check-up preventivo, ok?

——————————————————————————

Agendar os seus exames de rotina é uma prática extremamente importante para preservar a sua saúde e qualidade de vida. Apenas assim é possível obter um diagnóstico precoce de possíveis alterações e doenças, o que é essencial para o sucesso de muitos tratamentos. 

Os exames citados ao longo deste artigo podem ser feito na  Clínica Viver. Então, não deixe para depois: agende seu exame de imagem agora mesmo.

Leia também: