Cisto no Ovário é Perigoso? Entenda a questão e esclareça suas dúvidas!

Por:
Cisto no Ovário é Perigoso? Entenda a questão e esclareça suas dúvidas!
23 de fevereiro de 2019 Dra. Nubia
Doenças
cisto no ovário é perigoso

Cisto no ovário é perigoso? Com cisto de ovário se pode engravidar? Cisto no ovário atrasa a menstruação? Cisto ovariano pode virar câncer? São muitas as dúvidas que recebemos, por isso vamos tratar deste assunto neste artigo.

Os cistos são bolsas de líquido que podem existir em vários locais do corpo, como mama, fígado, tireoide e rins, além de ovários.

Quando o cisto se localiza nos ovários, é chamado de cisto ovariano ou, similarmente, cisto de ovário.

Continue acompanhando para saber mais sobre cistos ovarianos!

Afinal, Cisto no Ovário é perigoso?

Não necessariamente, já que a maioria dos cistos ovarianos são benignos e os responsáveis por causar sintomas na mulher. Porém, quando o cisto é maligno, geralmente cresce silenciosamente, sem sintomas aparentes. Nesses casos, o cisto no ovário é perigoso, pois costuma ser descoberto apenas em estágios mais avançados.

Os cistos de ovários benignos são considerados normais em mulheres durante a idade reprodutiva (entre 20 e 40 anos) e estão relacionados ao ciclo menstrual. Os principais sintomas, quando presentes, são dor abdominal e irregularidade no ciclo menstrual.

Isso também pode representar um problema, visto que esses sintomas são parte da rotina da mulher e, muitas vezes, passam despercebidos.

Já os cistos malignos são mais frequentes após a menopausa. Os sintomas, quando ocorrem, são inespecíficos, como dor abdominal, sensação de estômago cheio mesmo que com a ingestão de pequenas quantidades de alimentos, sangramento vaginal e necessidade urgente de urinar.

É importante ressaltar que cistos no ovário benignos não evoluem para câncer no ovário.

No vídeo abaixo, a Dra. Nubia da Clínica Viver de Imagens Médicas esclarece melhor a questão. Assista:

Leia também:

Exames que mulheres na faixa dos 30 anos devem realizar em seu check up

Check-up para mulheres aos 40 anos: quais exames realizar?

8 doenças que podem causar dor em baixo ventre em mulheres

O que um Cisto no Ovário pode causar?

Quais as possíveis complicações de um cisto no ovário? O que ele pode causar? Essa é uma das questões que também ajuda a entender se o cisto no ovário é perigoso ou não. Em geral, os principais riscos que um cisto ovariano oferece são a ruptura do cisto e a torção do cisto ou das tubas uterinas.

A ruptura ocorre quando o cisto cresce tanto em tamanho a ponto de deixar a parede ovariana mais fraca e sensível, fazendo com que o cisto “estoure”. 

Com isso, o líquido presente no cisto se espalha pela cavidade abdominal, provocando dores intensas na mulher.

Além disso, o crescimento do cisto também pode levar à torção do mesmo ou das tubas uterinas. Nesses casos, o tamanho do cisto é tão grande que faz com que ele gire em torno do próprio eixo e resulte na torção, o que também causa dores pélvicas e abdominais intensas.

Essa torção prejudica o fluxo sanguíneo para os ovários, podendo levar à morte do tecido ovariano.

Devido a essas possíveis complicações e riscos, é fundamental a consulta médica para avaliação e acompanhamento do cisto no ovário.

Tipos de Cistos no Ovário Benignos: saiba mais sobre os Cistos Funcionais

Os cistos de ovário mais comuns são chamados de cistos funcionais, que são benignos. Eles são menos preocupantes, já que estão relacionados à ovulação e costumam regredir espontaneamente.

Os principais cistos funcionais são categorizados como:

Cistos foliculares

Ocorrem quando o folículo, que é um pequeno cisto com o óvulo em seu interior, não se rompe durante o processo de ovulação e acumula líquido em seu interior.

Geralmente medem entre 3 cm a 6 cm e desaparecem espontaneamente, pois estão relacionados ao ciclo menstrual.

Normalmente, não causam sintomas, a não ser quando maiores que 6 cm, já que nessa situação podem se romper, causando dor abdominal.

Na ultrassonografia aparecem como uma bolinha preta, homogênea, com conteúdo apenas líquido.

Cistos de corpo lúteo

São aqueles que ocorrem após a ovulação e produzem progesterona, um hormônio que prepara o útero para receber o embrião.

Geralmente são assintomáticos, a não ser quando maiores que 5 cm, quando, por causa de seu volume, podem causar dor no baixo ventre.

Os cistos de corpo lúteo costumam apresentar regressão espontânea em até 3 semanas.

Na ultrassonografia com doppler fluxometria, esse tipo de cisto ovariano apresenta um aspecto muito característico, que é a presença de artérias formando um anel em volta do cisto.

Cistos hemorrágicos

É o cisto de corpo lúteo em que ocorreu um pequeno sangramento em seu interior. Na grande maioria das vezes, não é necessária intervenção, já que também costumam regredir espontaneamente. Além disso, podem causar uma dor discreta no baixo ventre, do lado afetado.

Igualmente, quando maiores que 6 cm, podem vir a se romper, derramando líquido na cavidade abdominal, o que pode causar dor intensa.

Na ultrassonografia, o cisto hemorrágico apresenta conteúdo espesso, com um aspecto de teia de aranha em seu interior.

Dúvidas frequentes

– Porque Cisto no Ovário dói?

Em geral, a dor do cisto no ovário está relacionada ao tamanho do cisto. Cistos maiores costumam provocar incômodos e desconfortos na região da pelve. A dor também pode estar relacionada a alguma complicação, como rompimento ou torção, o que causa dores intensas.

– Mulheres com Cisto no Ovário podem engravidar?

Sim, pois raramente cistos ovarianos causam infertilidade. Portanto, mulheres que possuem cisto no ovário podem engravidar (mesmo que seja somente no ovário esquerdo, direito ou ambos). O que acontece é que o cisto dificulta a gravidez, pelas alterações hormonais que causa.

Por isso, para quem possui cisto no ovário e deseja engravidar, o recomendado é realizar a consulta e o acompanhamento ginecológico para obter uma orientação profissional sobre uma forma de tratamento adequada à gravidez.

– Cistos atrasam a menstruação?

Sim, pois o cisto no ovário também tende a causar alterações hormonais no organismo, o que pode interferir no ciclo menstrual. Em geral, os tipos de cistos que costumam atrasar a menstruação são os cistos de corpo lúteo que não se romperam para liberação do óvulo.

foliculares, pois surgem antes da ovulação.

– Quando o Cisto no Ovário deve ser operado?

Geralmente, a cirurgia para cisto no ovário costuma ser indicada em casos mais graves, quando o tamanho do cisto é anormal ou quando há ruptura ou torção do cisto. Nesses casos, pode ser necessária a retirada do cisto ou até mesmo de todo o ovário.

Porém, a indicação de interferência cirúrgica também depende de outros fatores, como tipo e composição (líquida ou sólida) do cisto, além dos sintomas percebidos pela paciente, caso sejam muito intensos.

Somente uma avaliação médica pode determinar com precisão a necessidade ou não da cirurgia.

– Cisto no Ovário engorda?

O que acontece é que o cisto no ovário pode provocar aumento do volume abdominal, quando muito grande, o que dá a sensação de ganho de peso. As alterações hormonais causadas pelo cisto também podem facilitar o ganho de peso.

Leia também:

Hipotireoidismo engorda? Conheça Mais Sobre as Disfunções da Tireoide

Entenda melhor o Cisto no Ovário

Como saber se tenho Cisto no Ovário? Principais sintomas

Em geral, um cisto no ovário não apresenta sintomas e tende a desaparecer naturalmente com o tempo. Porém, quando o cisto cresce e atinge um tamanho maior, a mulher pode começar a apresentar sintomas como:

  • Dor constante na região abdominal ou pélvica;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Náuseas e enjoos;
  • Dificuldade para evacuar;
  • Sensação de inchaço ou peso na região abdominal/pélvica;
  • Ciclo menstrual irregular ou sangramento fora do período da menstruação;
  • Dor ou incômodo constante nas costas ou pernas.

O que causa Cisto no Ovário?

As causas para cisto no ovário são diversas e, por isso, é necessária uma avaliação médica aprofundada para diagnosticar exatamente o que pode ter causado o problema. De modo geral, os principais fatores que podem levar ao surgimento do cisto ovariano são:

  • Histórico na família de cisto no ovário;
  • Uso de medicação para estimular ovulação;
  • Alterações hormonais;
  • Presença de tumores benignos ou malignos;
  • Endometriose.

Tratamento para Cisto no Ovário

Na maior parte dos casos, não é necessário tratar o cisto no ovário, já que tende a desaparecer naturalmente. Nessas situações, é preciso apenas realizar o acompanhamento médico regular para avaliar a redução ou evolução do cisto.

Já quando o cisto não desaparece, apresenta características malignas ou sintomas, o tratamento mais adequado irá variar de acordo com fatores como a idade da paciente, sintomas, tamanho e tipo do cisto.

De modo geral, as principais opções de tratamento para cisto no ovário são o uso de anticoncepcional ou cirurgia para retirada do cisto (nos casos mais graves).

Resumo

Neste artigo, para esclarecer se um cisto no ovário é perigoso ou não, abordamos os seguintes conceitos:

  • O cisto no ovário caracterizado como cisto funcional é normalmente benigno e não se transforma em câncer.
  • Cistos ovarianos geralmente apresentam sintomas quando maiores que 6 cm.
  • Ruptura do cisto e a torção das tubas uterinas são possíveis complicações.
  • Na grande maioria das vezes, regridem sem tratamento específico.
  • Seu diagnóstico é feito pela ultrassonografia.

Possui mais alguma dúvida? Coloque nos comentários deste artigo!

Para saber mais sobre Cisto no Ovário, questões relacionadas e saúde da mulher, recomendamos que leia estes conteúdos:

A Clínica Viver

Nós, da Clínica Viver de Brasília, consideramos que, acima de tudo, a informação é sua melhor companheira na busca por uma vida saudável. Estamos sempre à disposição para responder suas dúvidas, ainda que você não esteja em Brasília.

Também possuímos um Canal no YouTube onde publicamos informações importantes sobre saúde. Confira mais dos nossos vídeos aqui.

Se você está em Brasília, estamos à sua disposição. Será um prazer cuidar da sua saúde.

A Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília, tem os mais modernos aparelhos de ultrassonografia, mamografia digital e densitometria óssea. Igualmente, realizamos punções de tireoide e mama, além de biópsias.

Além disso, temos profissionais experientes e preparados para consultas nas especialidades de Endocrinologia, Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, a fim de cuidar de seus exames e da sua saúde.

Ligue para a Viver. Conseguimos agendar sua consulta e/ou exame até para o mesmo dia.

Se precisar de ultrassonografias, densitometrias, mamografias, tomografia, endoscopias ou biópsias em Planaltina-DF e região, procure a Clínica Afetus.

A Clínica Afetus também oferece consultas de gastroenterologia, cirurgia geral, ortopedia, clínica médica, mastologia, ginecologia e obstetrícia, angiologia, cirurgia vascular, cardiologia, reumatologia, urologia, neurologia em Planaltina/DF.

cta clinica viver agende seu exame

Agende seus exames na Clínica Viver de Imagens Médicas!

Comentários (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*