Pólipos na Vesícula São Perigosos? Conheça os Sintomas

Por:
Pólipos na Vesícula São Perigosos? Conheça os Sintomas
24 de junho de 2019 Dra. Nubia
Destaques, Doenças
polipos na vesícula

Os pólipos na vesícula são pequenos nódulos que crescem na parede da vesícula biliar. Eles se originam, geralmente, por excesso de colesterol ou devido a processos inflamatórios crônicos. A maioria dos pólipos de vesícula é de pólipos de colesterol que, em 90 a 95% do casos, não causam nenhum sintoma.

Características dos Pólipos na Vesícula

Quando os pólipos causam sintomas, os mais comuns são as náuseas. Da mesma forma, os pólipos na vesícula podem causar dor na parte superior do abdome, à direita, além de má digestão.

Uma preocupação comum dos pacientes é saber se os pólipos na vesícula podem ser malignos. É importante deixar bem claro que a grande maioria dos pólipos é benigna, mas existem alguns fatores que podem aumentar o risco de malignidade, como quando:

  • Se tem idade acima de 50 anos,
  • Há associação de pólipos e cálculos na vesícula biliar, e
  • O pólipo é maior que 10 mm (1 cm).

Sintomas de Pólipo na vesícula

Por mais que os pólipos vesiculares sejam considerados lesões na parte interna da vesícula, os pólipos não costumam manifestar sintomas de fácil percepção ao paciente. Contudo há raros casos de pessoas que relataram sentirem desconforto ou dor ao lado direito do abdome associado a náuseas acompanhadas de vômitos.

Por não apresentarem sintomas perceptíveis na grande maioria dos casos, os pólipos costumam ser achados por acaso durante ultrassonografias do abdômen de rotina. Quando isso acontece o procedimento correto é acompanhar se há alterações no tamanho com o decorrer do tempo.

De forma geral, avaliar o tamanho do pólipo é uma maneira de se fazer o diagnóstico, sendo os pólipo menores que 1 centímetro normalmente benignos, e os maiores que 1 centímetro tem maiores chances de serem malignos.

Há casos também de pólipos pré-malignos ou até mesmo adenomas (tumores benignos) que podem gerar determinados problemas mais graves, como as pedras na vesícula e inflamações.

Nestes casos extremos, o paciente será direcionado para um exame completo para melhor identificação e tratamento. Caso haja necessidade de exames complementares para confirmar se o PV é maligno ou não, o ultra-som endoscópico ou a RM colangiorressonância podem ser solicitadas para sua melhor avaliação.

Diágnóstico e Tratamento de Pólipo na Vesícula Biliar

O diagnóstico é feito por meio da ultrassonografia de abdome, cuja imagem mostra um pequeno nódulo fixo na parede da vesícula, o que difere do cálculo, já que este é móvel.

O tratamento de pólipos na vesícula biliar e seu consequente acompanhamento depende do tamanho do pólipo, dos sintomas apresentados pelo paciente e da existência dos fatores já apresentados.

pólipo na vesícula biliar

Quando os pólipos são menores que 6 mm, como não causam sintomas, devem ser acompanhados por ultrassonografia de 6 em 6 meses, por 2 anos e, a partir de então, o controle deve ser anual.

As condutas para os pólipos com tamanho entre 6 e 10 mm são um pouco conflitantes, porém geralmente também se opta pelo controle semelhantes ao dos pólipos menores.

Já para os pólipos de vesícula maiores que 10 mm está indicada a cirurgia. O tipo de cirurgia mais aplicada é a laparoscopia, já que é a menos invasiva. São realizados pequenos furos na parede abdominal, por onde são introduzidos uma cânula ótica e outros materiais cirúrgicos, instrumentos com os quais se retira a vesícula biliar.

A recuperação é rápida e, além disso, a ausência da vesícula biliar não costuma causar problemas.

Pólipos na vesícula podem desaparecer?

Os pólipos menores podem não causar nenhum sintoma e podem sim desaparecer por si próprios. Em outros casos, pólipos não tratados podem causar sintomas que afetam a qualidade de vida e apresentar uma pequena chance de se tornarem cancerígenos. Por isso, não deixe de lado o acompanhamento de um profissional especializado.

Os pólipos na vesícula se dividem, portanto, em dois grupos, podendo ser malignos e benignos. Diante dessa diferença, é evidente que cada um recebe um tratamento completamente diferente, sendo necessário avaliar o caso de perto a fim de se determinar qual tratamento a ser seguido.

Se você for diagnosticado com pólipos na vesícula biliar, seu médico pode recomendar monitorá-los com exames de ultrassom. Se houver uma alta probabilidade de câncer, ou se você tiver cálculos biliares, seu médico pode recomendar a remoção cirúrgica.

Você prefere ver este vídeo sobre pólipos na vesícula em vídeo? Assista o vídeo que a Dra. Nubia preparou sobre o assunto.

A Clínica Viver

Nós, da Clínica Viver de Brasília, consideramos que, acima de tudo, a informação é sua melhor companheira na busca por uma vida saudável.

Estamos sempre à disposição para responder suas dúvidas, mesmo que você não esteja em Brasília. E, se você está em Brasília, estamos à sua disposição. Será um prazer cuidar da sua saúde.

Oferecemos, também, vídeos com informações importantes em nosso canal de saúde, no Youtube.

A Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília, tem os mais modernos aparelhos para exames de ultrassonografia, mamografia digital e densitometria óssea.

Realizamos, da mesma forma, punções de tireoide e mama, além de biópsias.

Passeie por dentro da Clínica Viver, navegando por fotos 360º, a fim de conhecer nossa excelente estrutura.

Além disso, temos profissionais experientes e preparados para consultas nas especialidades de:

  • Endocrinologia,
  • Ginecologia,
  • Obstetrícia e
  • Mastologia.

Ligue para a Viver – Telefone: (61) 3034-8833 ou WhatsApp: (61) 99937-12157.

Conseguimos agendar seu exame para pesquisa de pólipos na vesícula até para o mesmo dia, já que temos 9 salas de ecografia. Aceitamos os principais convênios e você já sai da clínica com seu resultado.

Se precisar, da mesma forma, de ultrassonografias, densitometrias, mamografias, tomografia, endoscopias ou biópsias em Planaltina-DF e região, procure a Clínica Afetus.

A Clínica Afetus também oferece consultas de gastroenterologia, cirurgia geral, ortopedia, clínica médica, mastologia, ginecologia e obstetrícia, angiologia, cirurgia vascular, cardiologia, reumatologia, urologia e neurologia em Planaltina/DF.

Comentários (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*