Doenças

Trombose e Covid-19: entenda tudo sobre essa relação

Entre as complicações atribuídas a Covid-19 está a trombose, condição que pode ser grave e afetar órgãos vitais, como o coração.

Um estudo recente realizado na Suécia e publicado na revista British Medical Journal (BMJ) aponta que uma pessoa que teve Covid-19 têm maior risco de desenvolver um coágulo sanguíneo grave dentro de seis meses após ter a doença.

pesquisa da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) apresentou que 82% dos angiologistas e cirurgiões vasculares relataram casos de pacientes que contraíram o coronavírus e tiveram trombose nos membros inferiores

Pensando nisso, elaboramos um conteúdo para que você entenda a interligação entre trombose e Covid-19, e quais as prescrições médicas para que o risco de trombo durante a infecção pelo vírus seja evitado.

Além disso, você também vai saber qual a relação entre a trombose e o coração, e quais fatores de risco favorecem o seu aparecimento, assim como as práticas indicadas para que as suas chances de desenvolvimento sejam menores.

O que é a trombose?

A trombose é ocasionada pela formação de um trombo, momento em que um coágulo sanguíneo se forma dentro de uma veia ou artéria e passa a impedir a circulação do restante do líquido.

Trombose e covid
Trombose: formação de um coágulo dentro de um vaso sanguíneo

Saiba mais sobre a trombose em nosso artigo completo sobre o assunto:

Trombose: sintomas, diagnóstico e tratamento

Essa condição gera graves consequências se o trombo que se formou mudar de local e chegar a alguns órgãos como o pulmão, o coração e o cérebro, o portador correrá risco de vida.

Ao atingir o pulmão, a trombose pode gerar uma embolia pulmonar. Quando atinge o coração, a trombose pode causar um infarto.

Por fim, se atingir o cérebro, ela pode causar uma embolia cerebral, que por sua vez, pode gerar um AVC (acidente vascular cerebral) ou AIT (ataque isquêmico transitório).

Agora que você já sabe o que é a condição e como ela pode representar um grave risco à saúde, confira qual a relação entre a trombose e Covid-19.

Relação entre Trombose e Covid-19

A Covid-19 é responsável por causar diversas inflamações internas no corpo de seu portador. Entre as partes do corpo inflamadas estão as veias, levando a uma vasculite.

A vasculite, por sua vez, acarreta anormalidade na coagulação sanguínea, o que pode gerar um trombo e logo uma trombose. 

Com o caminho nas artérias obstruindo, a trombose no sistema cardiovascular faz com que o sangue passe a não circular no coração, o que pode causar um infarto.

O estudo da revista especializada British Medical Journal sugere que, após uma infecção por Covid-19, existe um risco maior de se desenvolver:

Quando comparado aos riscos de coágulos sanguíneos após a covid-19 com o nível normal de risco, os cientistas dizem que:

Para evitar o surgimento da trombose durante a Covid-19, os médicos adotaram como protocolo a ministração de remédios anticoagulantes em pacientes hospitalizados.

Pessoas que já tomam esse tipo de remédio, por serem portadoras de fatores de risco, não devem interromper o seu uso se forem infectadas pelo vírus.

Além dos problemas causados durante a infecção pela Covid-19, o coração também pode enfrentar complicações após o desaparecimento da doença.

Se você tem interesse em melhorar a circulação sanguínea, confira como em nosso artigo:

Como melhorar e o que é bom para circulação do sangue (sanguínea)?

Como a Covid-19 pode afetar o sistema cardiovascular

Um estudo divulgado pelo American College of Cardiology, feito com pacientes internados devido à Covid-19, confirmou essa relação entre a infecção e problemas cardíacos:

Dentre os problemas cardiológicos causados pelo novo coronavírus, um dos principais é a miocardite, especialmente por ser uma alteração provocada pela ação de vírus e infecções.

Entenda melhor lendo:

Qual a relação entre miocardite e Covid-19?

Miocardite associada ao coronavírus e influenza: quais os sintomas e como detectar

Quais são os fatores de risco e como evitar a trombose?

Além da Covid-19, outros fatores de risco podem acelerar o aparecimento da trombose, sendo eles:

Alguns dos fatores de risco podem ser evitados, como o tabagismo, já outros são condições não controláveis, necessitando de um acompanhamento médico próximo, e caso seja necessário, do uso de medicamentos continuamente.

Saiba como evitar os trombos lendo o artigo:

O que são trombos e como evitá-los

Check up cardiovascular é na Clínica Viver

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre essa importante relação entre trombose e Covid-19. 

Aqui na Clínica Viver estamos preparados para realizar o seu check up cardiovascular e auxiliar no cuidado da sua saúde. Realizamos vários exames capazes de identificar a trombose ainda em seu estágio inicial.

Somos referência em Brasília em exames de imagem e oferecemos a nossos(as) pacientes tecnologia de ponta, em um ambiente confortável e acolhedor, além de um time de profissionais experientes e atenciosos.

Caso você esteja em Brasília ou Entorno, venha cuidar da saúde do seu coração conosco!

Realize o seu check up cardíaco na Clínica Viver e conte com o melhor atendimento do DF!

Recomendados