Osteoporose: o que é e quais são os sintomas

Por:
Osteoporose: o que é e quais são os sintomas
15 de maio de 2020 Núbia Pereira Pinto
Osteoporose

A osteoporose é uma doença em que ocorre a perda da massa óssea, fazendo com que os ossos fiquem frágeis e porosos, tornando-se consequentemente mais sensíveis e quebradiços. Essa condição geralmente se desenvolve em pessoas mais velhas e atinge principalmente mulheres. 

Pessoas com osteoporose ficam mais suscetíveis a fraturas nos ossos. E como é uma doença mais comum em pessoas idosas, uma série de riscos podem estar envolvidos. Por exemplo, uma mulher mais velha quando fratura um osso demora muito tempo para conseguir recuperar a saúde completa dele. Além disso, as fraturas podem levar à embolias para o pulmão,  causando um quadro grave.

Quais são os sintomas da osteoporose?

A osteoporose não é uma doença que possui muitos sintomas. De maneira geral, ela pode causar fortes dores na coluna. Fora isso, ela geralmente é descoberta depois da fratura de algum osso.

Por isso é importante realizar exames de prevenção anualmente, como a densitometria óssea, para identificá-la, ainda, em seu estágio inicial.

O que é bom para tratar e prevenir a osteoporose? 

A osteoporose não tem cura, portanto exige uma série de cuidados durante a vida inteira do paciente. Para o controle da doença é indicada a ingestão de alimentos ricos em cálcio. Isso porque o cálcio é um dos grandes responsáveis pela resistência e força dos ossos. Dentre os alimentos recomendados podemos citar: 

  • Soja;
  • Leite e derivados;
  • Folhas escuras;
  • Tofu;
  • Castanha-do-pará.

Além dos alimentos citados, existem diversos outros ricos em cálcio que são acessíveis e podem ser incluídos na sua dieta. 

Apesar da alimentação correta ser importante, há outros fatores que devem ser considerados para o tratamento da doença. A vitamina D, por exemplo, é essencial para preservar a saúde óssea. O nutriente é importante quando se trata de fortalecer e nutrir os ossos. Além disso, quando necessário, o médico pode passar suplementos vitamínicos para tratar a doença. Também é importante manter uma rotina de exercícios leves em dia.

Tudo o que foi pontuado anteriormente como forma de tratamento também pode ser usado como método de prevenção da doença. 

Quais as causas da osteoporose?

Como citado anteriormente, a doença é causada por meio da perda excessiva de massa óssea, que geralmente ocorre conforme a pessoa vai envelhecendo. Além disso, existem alguns fatores que aumentam a chance de desenvolver esta doença,  que são: tabagismo, baixa exposição solar, sedentarismo, baixa ingestão de cálcio e vitamina D, consumo exagerado de café e refrigerantes,  ser do sexo femini e menopausada, e ter pais que tiveram osteoporose. 

Osteoporose e pós menopausa: qual a relação?

Depois da menopausa a mulher diminui consideravelmente a produção de estrogênio. A  ausência do hormônio, portanto, torna os ossos ainda mais porosos que o normal. Não é à toa que, de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a doença atinge um homem a cada quatro mulheres atingidas. 

Diagnóstico da osteoporose: densitometria óssea

A osteoporose, como apontado anteriormente, geralmente não apresenta muitos sintomas. Por isso é necessário que pessoas idosas tomem cuidado redobrado quando se trata da doença. 

A densitometria é um exame que serve como uma forma de avaliação dos minerais presentes nos ossos. Inclusive, a densitometria óssea pode detectar o estágio antecedente à osteoporose, chamado osteopenia.. Quando descoberta a tempo, a doença pode ser contornada por meio dos tratamentos indicados pelo médico.

Devido a esses fatores o exame deve ser incluído nos exames de check-up anual de pessoas com mais de 50 anos, principalmente quando se trata das mulheres. 

Como é feito o exame?

O exame é realizado por meio de um aparelho chamado densitômetro.  Por isso, é rápido, seguro e indolor — de maneira geral, dura de 5 a 10 minutos. 

 

Leia mais sobre o exame do link abaixo:

Densitometria óssea: a importância do exame para as mulheres

———————————————————————————————————————————————————————————

Como está sendo o seus cuidados com a saúde óssea? Já incluiu a densitometria no seu check-up? Lembre-se: o exame deve ser feito anualmente, com o objetivo de detectar sinais precoces da osteoporose. Dessa forma, sua saúde óssea será preservada, assim como a qualidade de vida. 

Caso tenha o pedido de exame em mãos, marque-o agora com a Clínica Viver. Confira aqui a lista de convênios que atendemos ou marque o seu exame particular.