Mamotomia: como funciona e quando o exame é indicado

Por:
Mamotomia: como funciona e quando o exame é indicado
26 de junho de 2020 Núbia Pereira Pinto
Mamotomia

É amplamente conhecido e divulgado que a mamografia é um dos principais exames para o diagnóstico de câncer de mama. Então, qual a função da mamotomia? Enquanto a mamografia é responsável por perceber nódulos, lesões e anomalias nas mamas, não distinguindo se são benignos ou não; o processo de análise desses nódulos e tumores cabe à mamotomia. 

Acompanhe o artigo para saber mais sobre o procedimento.

O que é mamotomia? 

Mamotomia é um exame ambulatorial de biópsia que, por meio da coleta de material orgânico das mamas (um pedacinho da área lesionada em questão) e análise, irá fornecer dados mais concretos e detalhados sobre a saúde das mamas avaliadas, podendo diagnosticar tanto tumores benignos quanto um possível caso de câncer de mama. 

Por ser classificada como uma biópsia fechada, a mamotomia ao contrário da biópsia tradicional não vai necessitar de uma intervenção cirúrgica para ser realizada. 

Quando a mamotomia é recomendada? 

A mamotomia é recomendada pelo médico após a observação de alguma irregularidade em exames de imagem, como a mamografia, sendo considerada, assim, a segunda etapa para um diagnóstico concreto. É importante lembrar que a mamografia é um exame que deve ser feito anualmente por todas as mulheres acima dos 40 anos. O diagnóstico precoce de um quadro de câncer é uma das maneiras mais eficientes de tratá-lo! Por isso, esteja em dia com seus exames de rotina.

Leia também: 

Biópsia de mama: quando é indicada? 

Como é a preparação para o exame? 

Ao ser recomendado o exame, o médico poderá pedir a suspensão de algumas medicações, tais como antiagregantes plaquetários, como o ácido acetil salicílico, presente em medicamentos como a aspirina, por exemplo; e anticoagulantes orais tais como o Marevan. Essa suspensão deverá ser feita 5 dias antes do exame e mantida até 2 dias depois, ou como informado pelo seu médico. 

Você também deve levar o resultado de exames recentes realizados nas mamas e que motivaram a mamotomia, como: resultados de mamografia, ressonância das mamas ou ultrassonografia mamária. 

 

Leia também: 

Mamografia ou Ecografia Mamária? Qual o melhor exame para mim?

 

Para realizar o exame, não é necessário estar de jejum. Recomenda-se ter um acompanhante com você. 

Como a mamotomia é feita? 

Com o auxílio da ultrassonografia ou mamografia digital, o médico localiza a área de interesse, apontada como irregular por exames anteriores. A anestesia é aplicada apenas naquele local para que uma pequena incisão seja feita. Por meio dela, será inserida a agulha de mamotomia. Essa agulha, integrada a um sistema de vácuo, vai permitir um corte rápido, certeiro e eficiente da amostra mamária na área lesionada.

Em grande parte dos casos, o médico pode marcar a área com um “clipe” ou também chamado de marcador de titânio. Ele servirá para auxiliar o reconhecimento da área para exames futuros, indicando que aquela área necessita de uma análise especial. Além disso, caso seja necessária uma intervenção cirúrgica, o clipe também vai servir como um indicador eficiente do local exato da lesão.

Ao contrário do que se possa pensar, esse marcador é pequeno (medindo por volta de 3,0 mm), não faz nenhum mal para saúde, não causa dor, não vai interferir com exames futuros e nem ser detectado em detectores de metal, por exemplo. 

Ao final do exame, a área da punção será pressionada para minimizar o sangramento, higienizada e receberá um curativo. O exame dura cerca de uma hora. 

Quais são os cuidados após o exame? 

Após a realização do exame, recomenda-se repouso com a suspensão de atividades físicas por 2 dias. É importante, também, atentar-se para não molhar o curativo pelo menos nas primeiras 24 horas desde a realização do exame. Esse cuidado se dá porque por mais que a intervenção na área tenha sido pequenaela ainda ficará sensível e poderá ocasionar dor. Depois do período de 24 horas, a troca do curativo pode ser feita sem preocupações. 

Aplicar compressas de gelo nas mamas nas primeiras horas após a mamografia também pode ajudar a prevenir o aparecimento de hematomas, contudo, se você tomar todos os cuidados e eles ainda aparecerem, não se preocupe; esse acontecimento é normal. Caso você experimente algum outro tipo de reação, como febre ou dor forte, contate o seu médico, porque pode ser uma infecção mamária. A ocorrência dessas após o procedimento, apesar de muito rara, é possível! 

Para dores menores após o procedimento, o médico poderá te receitar um analgésico. Lembre-se: a suspensão de medicamentos extra para a realização do exame costuma ser necessária antes e depois do exame, por mais 2 dias. Converse com o seu médico.

Por que realizar a mamotomia? 

O Câncer de Mama é reconhecido como o segundo câncer de maior incidência no mundo e o mais comum entre as mulheres brasileiras, configurando-se como um mal contemporâneo extremamente temido. O INCA (Instituto Nacional de Câncer) divulgou 66.280 casos em seu levantamento mais recente (Abril de 2020). 

Todavia, apesar do grande número de casos, o câncer de mama apresenta percentuais de recuperação completa muito bons que só aumentam quanto mais cedo for diagnosticado. Por essa razão, o autoexame, bem como a mamografia e mamotomia vão ser extremamente importantes para a manutenção da sua saúde. Especialmente se você possui mais de 40 anos, a mamografia tem que estar presente no seu check-up anual!

A mamotomia é um exame rápido, eficiente e sem contraindicações. Além disso, dispensa cirurgia e internação e é um dos maiores aliados na luta contra o câncer de mama. 

Comece sua prevenção hoje! 

Agora que você já está por dentro da importância da monitoração da saúde das suas mamas, que tal agendar uma mamografia conosco? 

Faça hoje os primeiros passos para sua prevenção ao câncer clicando aqui para agendar seu exame. 

A Clínica Viver apresenta uma infraestrutura preparada e completa, equipada com equipamentos de ponta e profissionais especializados no atendimento feminino prontos para te atender. Com nossa sede localizada na Asa Sul, também contamos com uma outra unidade recém inauguradas em Taguatinga, no Pistão Sul. 

Visando te ajudar a cuidar da sua saúde, a Clínica Viver oferece o Cartão Conviver. Com ele, agendar e pagar seus exames de imagem se torna ainda mais simples. Sem taxa de adesão, com preços diferenciados e métodos de pagamento facilitado, o cartão Viver pode ajudar você e sua família a ficarem mais saudáveis hoje. 

 

Veja mais informações aqui e proteja você e sua família!

 

Leia também:

Quando devo fazer minha primeira mamografia? 

A Pandemia passa, o câncer de mama sem tratamento não!