Linfonodos (Gânglios Linfáticos): o que são, função e onde ficam?

Por:
Linfonodos (Gânglios Linfáticos): o que são, função e onde ficam?
13 de setembro de 2020 Dra. Nubia
Doenças

Linfonodos, ou gânglios linfáticos, são pequenos nódulos existentes no nosso corpo, que têm como cuja principal função filtrar substâncias nocivas.

Esses gânglios linfáticos estão presentes principalmente no pescoço, axilas e virilhas.

As substâncias chegam até os linfonodos por uma fina rede de canais linfáticos, que conduz um líquido transparente denominado linfa.

A linfa contém células, resíduos do organismo, vírus e bactérias.

Prefere ver este conteúdo em vídeo? Assista abaixo

Função dos Linfonodos ou Gânglios Linfáticos: o que fazem?

Como dito anteriormente a principal função dos Linfonodos ou Gânglios Linfáticos é filtrar substâncias nocivas. O sistema funciona de uma forma peculiar. Quando existe uma infecção causada por vírus ou bactérias, um ferimento ou um tumor, por exemplo, os linfonodos próximos à região do problema recolhem partes dessas células, e imediatamente ativam o sistema imunológico.

E o sistema produz células para combater estes processos. Assim, os gânglios linfáticos aumentam de volume e tornam-se palpáveis, isto é, podem ser percebidos ao toque.

Qual a localização dos linfonodos? Onde ficam?

Os linfonodos ou gânglios linfáticos estão presentes principalmente no pescoço, axilas e virilhas.

Gânglios Linfáticos onde ficam localização

Localização dos Gânglios Linfáticos. Onde ficam?

Linfonodo axilar

Os linfonodos axilares são um grupo de linfonodos da axila e recebem a linfa dos vasos que drenam o braço, as paredes do tórax, a mama e as paredes superiores do abdome.

Linfonodos cervicais

Os linfonodos cervicais são linfonodos encontrados no pescoço. Dos 800 gânglios linfáticos do corpo humano, 300 estão no pescoço. Os linfonodos cervicais estão ligados a uma série de diferentes condições patológicas, incluindo tumores, infecção e inflamação.

Problemas nos Linfonodos (gânglios linfáticos)

Deve-se ter em mente que a causa da grande maioria do aumento dos linfonodos é benigna, como viroses ou infecções bacterianas, como amigdalites, sinusites, tuberculose, HIV e a doença da arranhadura do gato.

Entretanto, é importante a consulta ao médico e a realização de exames, a fim de se verificar a ocorrência e afastar o diagnóstico de doenças malignas, como o linfoma. O linfoma é o câncer que se inicia no sistema linfático e que pode ser de 2 tipos, Hodgkin e não-Hodgkin.

Linfonodos (Gânglios Linfáticos) aumentados ou inchados

Gânglios linfáticos inchados geralmente ocorrem como resultado de infecções por bactérias ou vírus. Raramente são causados ​​por câncer.

Os gânglios linfáticos desempenham um papel vital na capacidade do corpo de combater infecções. Eles funcionam como filtros, capturando vírus, bactérias e doenças antes que possam infectar outras partes do corpo. As áreas comuns onde você pode notar gânglios linfáticos inchados incluem pescoço, axilas e virilha.

Os linfonodos incham em resposta a doenças, infecções ou estresse e são um sinal de que o sistema linfático está trabalhando para livrar o corpo dos agentes responsáveis.

A causa mais comum de gânglios linfáticos inchados é uma infecção, particularmente uma infecção viral, como o resfriado comum.

Outras possíveis causas de gânglios linfáticos inchados incluem:

  • Garganta inflamada
  • Sarampo
  • Infecções de ouvido
  • Abcessos dentários
  • Mononucleose
  • Infecções de pele ou feridas
  • Vírus da imunodeficiência humana (HIV) – o vírus que causa a AIDS

Exames e Características

O exame inicial para a avaliação dos linfonodos é a ecografia, que vai demonstrar a forma, o volume e as características dos linfonodos. Geralmente, aqueles que tem formato mais largos que altos, homogêneos, e com a região central mais esbranquiçada e presente, o chamado hilo, são benignos.

Nos casos benignos, os gânglios linfáticos também são móveis e doloridos. Os linfonodos malignos tendem a ser globosos, mais escuros e heterogêneos, com o hilo ausente, e podem apresentar microcalcificações.

O estudo ecográfico, com dopplerfluxometria (doppler), auxilia também na caracterização dos linfonodos, já que analisa a vascularização destes. Os linfonodos benignos apresentam uma vascularização do centro para a periferia, ao passo que os malignos, uma vascularização desorganizada.

O diagnóstico definitivo, entretanto só é feito por meio da punção aspirativa por agulha fina destes linfonodos, com estudo do material colhido. Assim, os exames aconselháveis, de acordo com a localização dos gânglios linfáticos aumentados, são:

Resumo

Linfonodo ou Gânglio Linfático é um órgão do sistema linfático em forma de rim e do sistema imunológico adaptativo. Um grande número de gânglios linfáticos estão ligados por todo o corpo pelos vasos linfáticos.

Eles são os principais locais de linfócitos que incluem células B e T. Os Gânglios Linfáticos são importantes para o bom funcionamento do sistema imunológico, atuando como filtros de partículas estranhas, incluindo células cancerosas, mas não têm função de desintoxicação.

No sistema linfático, um linfonodo é um órgão linfóide secundário. Os linfonodos são envolvidos por uma cápsula fibrosa e são compostos por um córtex externo e uma medula interna.

Os gânglios linfáticos ficam inflamados ou inchados em várias doenças, que podem variar de infecções na garganta e até câncer. O estado dos linfonodos é muito importante durante um câncer, que influencia o tipo de tratamento a ser utilizado e determina o prognóstico. Linfadenopatia refere-se a glândulas que estão aumentadas ou inchadas. Quando inflamados ou aumentados, os Gânglios Linfáticos podem ficar sensíveis.

A Clínica Viver

Nós, da Clínica Viver de Brasília, consideramos que, acima de tudo, a informação é sua melhor companheira na busca por uma vida saudável. Estamos sempre à disposição para responder suas dúvidas, mesmo que você não esteja em Brasília.

Oferecemos, da mesma forma, vídeos com informações importantes em nosso canal de saúde, no Youtube.

Se você está em Brasília, estamos sua disposição. Será um prazer cuidar da sua saúde. A Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília, tem os mais modernos aparelhos de ultrassonografia, mamografia digital e densitometria óssea. Igualmente, realizamos punções de tireoide e mama, além de biópsias.

Passeie por dentro da Clínica Viver, navegando por fotos 360º, a fim de conhecer nossa excelente estrutura.

Além disso, temos profissionais experientes e preparados para consultas nas especialidades de Endocrinologia, Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, a fim de cuidar de seus exames e da sua saúde. Ligue para a Viver – Tel: (61)3034-8833 ou WhatsApp: (61)993712157.

Conseguimos agendar sua consulta com endocrinologista e/ou exame até para o mesmo dia, a fim de verificar possíveis problemas nos Linfonodos (Gânglios Linfáticos).

Se precisar, igualmente, de ultrassonografias, densitometrias, mamografias, tomografia, endoscopias ou biópsias em Planaltina-DF e região, procure a Clínica Afetus.

Comentários (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*