Exame para endometriose: onde fazer?

Por:
Exame para endometriose: onde fazer?
23 de dezembro de 2019 Dra. Nubia
Mulher sentindo dor porque precisa fazer exame de endometriose

A endometriose é uma doença caracterizada pelo crescimento do endométrio (mucosa que reveste o útero internamente) em outras partes do corpo. 

De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, cerca de 10% das mulheres brasileiras são acometidas pela doença, e há 30% de chance de que elas fiquem estéreis. 

Além disso, a doença pode causar alguns sintomas de incômodo rotineiro que não devem ser considerados normais, como cólicas fortes e dor durante o contato íntimo. 

Para conhecer mais sobre os principais exames para o diagnóstico da endometriose e onde realizá-los, acompanhe o artigo!

Em que tipo de Clínica devo fazer o exame para endometriose?

De maneira geral, os exames são indicados por um ginecologista . 

Os melhores exames para o diagnóstico da endometriose são a ultrassonografia para mapeamento de endometriose,  e a ressonância magnética. Alguns estudos sugerem que a ultrassonografia para mapeamento de endometriose é um pouco melhor que a ressonância,  principalmente para o diagnóstico de endometriose intestinal.  

Para encontrar um local apropriado para realizar os seus exames de diagnóstico para a endometriose, você pode levar os seguintes fatores em consideração: indicação do seu médico, localização, plano de saúde, currículo dos médicos, conforto e confiança na clínica. 

Aqui na Viver, por exemplo, atendemos a uma lista extensa de planos de saúde. Além disso, a especialidade da Clínica é em exames de imagem, oferecendo aos pacientes resultados de altíssima qualidade e precisão, com a entrega no menor tempo possível.

É importante, também, que a clínica possua estrutura para orientar as pacientes após o diagnóstico da doença. Para que isso aconteça, portanto, é importante a participação de profissionais especializados na saúde da mulher, por exemplo.

Conheça 6 vantagens de agendar o seu exame na Clínica Viver

Ao longo deste artigo, falaremos mais sobre alguns exames importantes para o diagnóstico da endometriose. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Exames que detectam a endometriose

Quando há surgimento de sintomas da endometriose, alguns exames podem ser solicitados para o diagnóstico da doença. Acompanhe!

Ressonância magnética

Ressonância magnética é um exame de imagem que mostra as estruturas internas dos órgãos, sendo possível visualizar alterações causadas por doenças diversas. Nesse caso, o exame é feito quando há suspeita de endometriose profunda.

Videolaparoscopia

Apesar de não ser uma opção tão convencional — por se tratar de uma técnica cirúrgica —, a videolaparoscopia é muito eficiente, por ser capaz de verificar a presença da endometriose em várias partes do corpo. O exame é feito após uma anestesia geral, por meio de um corte no umbigo — minimamente invasivo —, onde é inserida uma câmera para a análise da região.

Em caso de endometriose, é recomendada somente quando outros exames não foram suficientes para o diagnóstico.

O seu médico te solicitou um dos exames acima e você ainda não marcou? Não perca mais tempo! Agende agora mesmo na Clínica Viver de Imagens Médicas. 

Ultrassom transvaginal para mapeamento de endometriose.  

Este exame é feito via transvaginal,  como o exame convencional, mas é muito mais completo, e necessita de um preparo intestinal com laxante no dia anterior. Este exame avalia se existem focos de endometriose no intestino, atrás do útero,  nos ligamentos uterinos , na bexiga , vagina e no diafragma. Dura em torno de 1 hora , e é um exame indolor e não invasivo. Ele é equivalente à Ressonância Magnética, inclusive alguns estudos demonstram sua superioridade no diagnóstico de endometriose intestinal. 

 É um exame que necessita de médicos especializados para sua realização,  e a Clínica Viver dispõe de profissionais qualificados e habilitados para este exame. 

CA 125

O exame é feito a partir de amostras sanguíneas da paciente, medindo a quantidade da proteína CA 125 — que é considerada normal até 35 U/mL. Ele costuma estar aumentado nas pacientes com endometriose,  porém é muito inespecífico, podendo estar também aumentado em doenças do aparelho digestivo.  

Como citado anteriormente, os tratamentos para a endometriose podem ser mais eficazes quando a doença é descoberta precocemente. Por isso não deixe para depois, agende agora mesmo os seus exames na Clínica Viver. 

Leia também: