Torção testicular: sintomas, diagnóstico e tratamento

Por:
Torção testicular: sintomas, diagnóstico e tratamento
19 de novembro de 2020 Dra. Nubia

Dor aguda, súbita e localizada em um dos testículos são os principais sintomas relacionados ao diagnóstico de torção testicular, uma ocorrência médica que deve ser tratada o mais rápido possível, pelo risco de perder o testículo.

Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostram que 65% dos casos de torção testicular ocorrem na faixa de idade dos 12 aos 18 anos, mas podendo ocorrer também em homens adultos.

É um quadro que costuma assustar o paciente e sua família, pela intensidade dos sintomas, sendo às vezes diagnosticado (erroneamente) como cólica renal.

Para entender melhor os sintomas, as causas, como é feito o diagnóstico e o tratamento da torção testicular, acompanhe o artigo! 

Quando e por que a torção testicular acontece?

Dentro da bolsa escrotal, os testículos estão fixados na posição correta, por duas estruturas principais: a bolsa testicular (inferior) e o cordão espermático (superior). 

Em boa parte das vezes, o quadro de torção testicular ocorre enquanto o paciente está dormindo, sendo então acordado pela dor intensa. Também é comum acontecer durante a prática de atividades físicas ou como resultado de um trauma na região.

A torção testicular ocorre devido a problemas de fixação, fazendo com que o testículo gire em seu próprio eixo, torcendo o cordão espermático e promovendo uma interrupção ou diminuição drástica na vascularização (irrigação sanguínea) do testículo afetado.

Essa má fixação da bolsa testicular é uma deficiência de formação que acontece no processo de gestação. Essa anomalia, denominada também de “badalo de sino”, torna os testículos mais móveis que deveriam, aumentando o risco de girarem ao redor do cordão espermático.

O quadro resulta em isquemia testicular e redução de sangue rico em oxigênio na glândula. 

sintomas da Torção testicular

Fonte: Children’s Hospital of Philadelphia

 

Quais são os sintomas? 

A torção testicular está associada principalmente à dor aguda, súbita e localizada em um dos testículos. Devido ao caráter muito intenso da dor, não é raro que irradie pela região abdominal inferior, podendo ainda causar náuseas e vômitos. 

Testículos afetados pela torção testicular também podem aparecer mais elevados e inchados, se comparados ao outro. Além disso, alterações também podem acometer toda a bolsa escrotal, que às vezes ficam vermelhas, escuras e inchadas. 

Caso identifique esses sintomas, em você ou em seus filhos, procure atendimento médico imediatamente! O tempo é um fator essencial no tratamento da torção testicular. 

A torção testicular não é a única condição de saúde que pode causar dor nos testículos: inflamações, hidrocele, orquite e epididimite e até mesmo o câncer testicular estão entre as outras possíveis causas de dores nessa região. 

Porém, o que diferencia a torção testicular desses outros quadros é a dor súbita, muito intensa e unilateral.

Aprenda a identificar os sintomas e as causas de outras doenças comuns entre os homens, e como se proteger, em mais este conteúdo do blog:

Doenças comuns entre os homens e como evitá-las

Reposição hormonal masculina: como funciona?

Diagnóstico 

O diagnóstico da torção testicular acontece por meio do exame clínico e realização de ultrassom ou ecografia da bolsa escrotal com doppler.

Vejamos cada um deles!

Exame Clínico 

No exame clínico, o médico vai avaliar as queixas referidas pelo paciente e buscar sinais típicos da torção testicular, como:

  • inchaço;
  • endurecimento;
  • vermelhidão da bolsa escrotal;
  • elevação do testículo afetado;
  • ausência do reflexo cremastérico (uma contração involuntária do músculo cremaster, localizado na bolsa escrotal). 

Ecografia da bolsa escrotal com doppler

A ecografia ou ultrassonografia da bolsa escrotal é um exame de imagem rápido, indolor e não invasivo, capaz de diagnosticar uma série de condições testiculares, como: orquite, hidrocele, seminoma, epididimite, tumores testiculares, câncer de testículo, varicocele e torção testicular

O exame permite a ampla visualização das estruturas internas da bolsa escrotal, dos testículos e do epidídimo. O procedimento não apresenta radiação, podendo ser feito em qualquer idade.

Com o auxílio do doppler, é possível uma ampla visualização do estado de vascularização da área, permitindo ao médico dar com segurança o diagnóstico de torção testicular. 

Veja também!

Ecografia de bolsa escrotal com doppler

Tratamento

O tratamento para a torção testicular será sempre cirúrgico, mesmo nos casos em que o urologista consiga desfazer a torção manualmente. 

A necessidade de cirurgia é justificada pelo caráter anatômico de má fixação dos testículos, que causa a torção testicular: assim, é muito provável que, mesmo que a torção tenha sido desfeita manualmente, ela acabará acontecendo de novo. 

A cirurgia é um procedimento simples, feito com anestesia local e realizado nos dois testículos, visando corrigir os problemas de fixação em ambos os lados, para prevenir a ocorrência de casos futuros.

O tempo de recuperação pós-operatório fica entre 2 a 6 semanas, com repouso parcial. 

O que fazer em caso de torção testicular? 

O tempo é um fator essencial no diagnóstico e tratamento da torção testicular. 

Quando o paciente é tratado em até 6 horas do ocorrido, o índice de recuperação total da glândula pode chegar a 100%. Porém, ultrapassadas essas seis horas, as chances de salvar o testículo diminuem cada vez mais, podendo chegar à redução significativa (atrofia) ou perda total (morte testicular) da glândula, caso nada seja feito.

Infecções e infertilidade também são possíveis riscos associados à torção testicular. 

A torção de testicular pode ter repercussões muito sérias se não for tratada com rapidez. Fique atento aos sinais do seu próprio corpo e de seus filhos, para o caso de qualquer queixa de dor nessa região. 

——————–

O Novembro Azul é o mês de conscientização para a saúde masculina, não só em casos de emergência, como a torção testicular, como também para a saúde do homem como um todo. 

Como andam seus exames de rotina? Está em dia com o check-up? A Clínica Viver conta com um time especializado de profissionais e com equipamentos de ponta para garantir um diagnóstico rápido, seguro e confiável para você. 

Agende seus exames conosco!