Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina (PAAF)

Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina (PAAF)
1 de outubro de 2018 Dra. Nubia
Avatar
Destaques, Procedimentos - Punções

A PAAF de Tireoide – Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina é o exame mais efetivo para se determinar a natureza dos nódulos de tireoide.

A punção de tireoide é indicada para uma pesquisa mais aprofundada de nódulos da tireoide.

Este tipo de punção diferencia nódulos benignos de malignos, pois tem uma sensibilidade em torno de 90%.

Quando é Indicada a Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina

PAAF Punção Aspirativa da Tireoide por agulha fina

Ela deve ser feita nos casos de:

  • Nódulos de Tireoide iguais ou maiores que 1,0 cm, sólidos, ou não sólidos com microcalcificações.
  • Nódulos maiores que 0,5 cm com características sugestivas de malignidade ao ultrassom.
  • Nódulos mistos (sólidos-císticos) ≥ 1,5 cm, e características sugestivas de malignidade no exame de ultrassonografia de tireoide ou com 2,0 cm ou mais, independentemente das características no ultrassom.
  • Nódulos que apresentem um aumento de 50% em seu volume durante a fase de acompanhamento.

Os nódulos císticos puros (líquidos) não necessitam de PAAF, pois sempre são benignos. Pode ser realizada a PAAF de Tireoide para esvaziar o nódulo e melhorar os sintomas locais.

O nódulo submetido à PAAF de Tireoide deve ser classificado seguindo o sistema de Bethesda.

Classificação de Bethesda para Nódulos de Tireoide

 

Classificação de Bethesda para nódulos de tireóide

É comum que a partir de análise de sintomas de Hipertireoidismo e Hipotireoidismo cheguemos a verificação da existência de nódulos da tireoide.

Nós produzimos 3 artigos sobre problemas na Tireoide:

Se nas consultas nódulos forem encontrados, por palpação ou por meio de exame não invasivo, como a Ultrassonografia da Tireoide, pode ser necessário fazer uma punção do nódulo para um diagnóstico ainda mais preciso.

A Punção Aspirativa por Agulha Fina de Nódulo de Tireoide é realizada no próprio consultório, e deve sempre ser guiada por ultrassonografia, pois isso aumenta muito a eficácia do procedimento, mesmo quando nódulo é palpável.

O médico visualiza o nódulo à medida em que introduz uma agulha fina e, com movimentos de vai e vem, consegue chegar ao nódulo.

A partir de determinados movimentos é possível retirar pequenos fragmentos do nódulo, que são suficientes para um estudo. Essas amostras são, então, enviadas para o laboratório de patologia, para análise. Essa análise verifica se há malignidade de forma definitiva, e, assim parte-se para o tratamento.

Em alguns poucos casos, pode ser necessária uma cintilografia de tireoide, para verificar se o nódulo é funcionante ou não funcionante, já que essa característica impacta na escolha do tratamento mais adequado.

Apesar do nome um pouco assustador, a PAAF de Tireoide é um exame rápido que causa desconforto mínimo. Geralmente, o paciente é liberado logo após a coleta, e sai apenas com um pequeno curativo.

O risco de complicações numa PAAF é praticamente inexistente, o que pode ocorrer é a formação de hematomas (coágulos), mas estes regridem de forma rápida e espontânea.

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

 

Clinica Viver

A Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília, tem os mais modernos aparelhos para exames de imagem, a fim de colher sua melhor imagem.

Fazemos Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina guiada por ultrassonografia.

Temos, também, profissionais experientes e preparados para cuidar de sua tireoide e da sua saúde.

Ligue para a Viver. Conseguimos agendar sua consulta e/ou exame até para o mesmo dia.

E acompanhe nossos textos e vídeos para mais informações sobre sua saúde.

Comente, pergunte, participe das nossas discussões.

Aguardamos e agradecemos sua participação.

Comentários (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*