Mamografia: tire suas dúvidas sobre o exame

Mamografia: tire suas dúvidas sobre o exame
4 de setembro de 2019 Dra. Nubia
Mamografia: tire suas dúvidas sobre o exame

De acordo com o Inca, cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama foram apontados apenas para 2019. Felizmente a mamografia é capaz de detectar alterações na mama precocemente, o que pode aumentar consideravelmente a chance de cura de tumores malignos. Por isso a mamografia é um exame tão importante e frequentemente solicitado pelos médicos. 

Mas afinal, quando a mamografia é indicada? Como devo me preparar para o exame? Ele dói? As dúvidas são frequentes e por isso nos preocupamos em respondê-las. Continue lendo o artigo e confira!

  • Como a mamografia é realizada?

A mamografia é realizada por meio de um aparelho chamado mamógrafo, capaz de detectar calcificações, tumores, lesões e outros tipos de alterações mamárias. Em média, o exame leva cerca de 5 a 10 minutos para ser finalizado.

Ao iniciar o exame, o paciente deve estar posicionado de pé na frente do aparelho. Logo após, a compressão das mamas será iniciada, por meio de chapas idealizadas especialmente para o exame. 

  • Para quem a mamografia é indicada?

Geralmente, a mamografia é indicada para todas as mulheres acima dos 40 anos. No caso, o exame deve ser realizado pelo menos uma vez por ano como exame de rotina. Em caso de alterações mamárias perceptíveis, ou sintomas de câncer de mama, é recomendado que a paciente busque ajuda médica com uma frequência maior.

Além disso, mulheres acima dos 70 anos devem conversar com o médico de sua confiança para consultar a periodicidade indicada para seu o caso. Muitas vezes pode ser solicitado mais de um exame anual.

Já para mulheres com histórico de câncer de mama na família — principalmente na mãe ou na avó —, a mamografia deverá ser realizada a partir dos 35 anos. 

Saiba mais:

Mamografia ou ecografia mamária? Qual o melhor exame para mim?

Homens devem fazer mamografia?

Sim! Apesar de ser um caso menos frequente, o câncer de mama também pode atingir homens e, por isso, a mamografia também deve ser realizada por eles.

Assim como no caso das mulheres, os homens com histórico na família também devem dar uma atenção especial ao assunto, realizando a mamografia com a frequência recomendada pelo seu médico, principalmente em casos de alterações mamárias visíveis. 

Como as mamas masculinas geralmente são menores e menos densas, o exame aponta resultados mais pontuais.

  • A mamografia dói?

De maneira geral, o incômodo durante a mamografia convencional é uma reclamação frequente. Apesar disso, a intensidade da dor vai depender da tolerância do paciente. 

Existe, ainda, a possibilidade de realizar o exame na versão digital que, além de doer menos, leva um tempo menor para ser realizado.

Saiba mais:

7 dicas para uma mamografia sem dor

  • Quais as diferenças entre a mamografia convencional e a digital?

A mamografia digital é uma evolução da mamografia convencional, oferecendo resultados mais precisos e com menos desconforto para as pacientes. É mais indicada, especialmente, para mulheres com as mamas maiores ou mais densas, trazendo resultados mais acentuados nesses casos. 

As principais vantagens da mamografia digital são: imagens mais nítidas, armazenamento eletrônico do resultado e menor grau de desconforto durante a realização do exame. 

Já no caso da mamografia convencional, ela também apresenta resultados importantes, principalmente no caso de mulheres que não possuem as mamas densas ou grandes. Entretanto, é mais dolorosa e pode exigir exames de complementares, além de deixar a paciente exposto à radiação por mais tempo.

  • Como me preparar para a mamografia?

  1. Não use desodorantes ou qualquer outro produto na região, pois eles podem causar alteração no resultado final do exame. Isso pode gerar a necessidade de realizar a mamografia novamente.
  2. Realize o exame fora do período menstrual. De maneira geral, as mamas ficam mais sensíveis durante a menstruação e a TPM, isso pode fazer com que o exame fique mais dolorido e desconfortável.
  3. Leve os resultados de outras mamografias feitas anteriormente. A comparação entre os exames pode ajudar o médico na detecção de alterações.

—————————————————————

Espero que as suas dúvidas tenham sido respondidas. Conheça a Clínica Viver e agende seu exame.

Leia mais: