Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina

Punção de tireoide
Tipo de exame
Punção
Tempo para entrega do resultado
  Entrega imediata do material

A Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina analisa nódulos da tireoide, removendo uma amostra de tecido suspeito para análise mais aprofundada, a biópsia.

Essa amostra deve ser levada imediatamente para o laboratório de patologia para biópsia.

Leia esta página inteira para saber todos os outros nomes do exame de Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina, o preparo necessário, e muitas das condições que podem ser evidenciadas por este exame.

 

Características da Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina

A PAAF de Tireoide é um exame efetuado com a ajuda de um aparelho chamado ecógrafo (ou ultrassonógrafo). Este aparelho emite um som de alta frequência, por meio de uma sonda, e, de acordo com as respostas dos ecos recebidos por um transdutor, pode-se saber mais sobre os órgãos analisados.

No exame é utilizada uma agulha de calibre 20/21G acoplada a uma seringa para aspiração do tecido. O posicionamento da agulha é comumente guiado por exame de ultrassonografia, que permite a visualização da tireoide a fim de se chegar ao local preciso de onde deve ser extraída a amostra do tecido com lesão.

A coleta do material é realizada com movimentos de vai-e-vem da seringa. O procedimento descrito poderá ser repetido diversas vezes, até que se obtenha quantidade e qualidade suficiente do material para análise.

O risco de complicações numa PAAF de Tireoide é praticamente inexistente, o que pode ocorrer é a formação de hematomas, mas estes regridem de forma rápida e espontânea.

A Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina é o melhor exame para determinar se um nódulo de tireoide é benigno ou maligno, o que é uma informação essencial para determinar o tipo de tratamento que deve ser realizado a seguir.

Em uma pesquisa feita pelo exame de PAAF de Tireoide podem ser identificados ou avaliados:

  • Nódulo Benigno
  • Lesões Folicular de Significado Indeterminado
  • Suspeição para Neoplasia Folicular tipo Células de Hurtle
  • Suspeição para Carcinoma Papilífero
  • Suspeição para Carcinoma Medular

 

O que acontece com a amostra colhida

O maior benefício da Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina é justamente identificar qualquer problema mesmo que no estágio inicial de desenvolvimento, o que aumenta consideravelmente a chance de sucesso no tratamento.

Da Clínica sai-se com alguns fragmentos que servem como amostras e que são colocadas em lâminas. Estas devem ser remetidas para análise (biópsia) por laboratório de patologia.

 

Modelos de Equipamentos de Ecografia / Ultrassonografia da Clínica Viver

A punção deve ser guiada por um exame de ecografia. Temos 9 salas de ecografia, e vários modelos de ecógrafos, todos de altíssima qualidade e resolução. De acordo com a especificidade da região analisada, um pode ser mais indicado que o outro. Na Clínica Viver de Imagens Médicas de Brasília, temos:

  • 2 ecógrafos Samsung HS50 com Doppler colorido,
  • 1 ecógrafo Samsung HS60 com Doppler colorido e Cardiofetal,
  • 1 ecógrafo Philips Affiniti 50 com Doppler colorido,
  • 3 ecógrafos Philips Affiniti 70 com Doppler colorido,
  • 1 ecógrafo GE Voluson 730 Expert 3D/4D com Doppler,
  • 1 ecógrafo GE LOGIQ P9 3D/4D com Doppler e
  • 1 ecógrafo GE LOGIQ S7 com Doppler colorido.

Para Mamografia e densitometria, temos:

  • 1 mamógrafo GE Senographe 700 T Sistema Fujifilm.
  • 1 densitômetro GE Prodigy Advanced.

 

Apresentação dos Resultados

Da punção colhe-se a amostra e essa amostra deve ser levada a um laboratório de patologia para, aí sim, receber-se um resultado da análise, indicando a malignidade ou não da lesão.

O resultado do exame não é produzido na Clínica, mas em laboratório. É o laudo da biópsia.

Ele é apresentado de acordo com a Tabela de Classificação de Bethesda para Citopatologia de Tireoide, conforme abaixo.

Classificação de Bethesda para nódulos de tireóide

Classificação de Bethesda para nódulos de tireóide

A partir do resultado, pode-se considerar que novos exames precisam ser feitos, a fim de se ter informações ainda mais aprofundadas ou para instruir novas linhas de pesquisa. A punção permite verificar se há malignidade de forma definitiva, e, assim parte-se para o tratamento.

Em alguns poucos casos, pode ser necessária uma cintilografia, para verificar se o nódulo é funcionante ou não funcionante, já que essa característica impacta na escolha do tratamento mais adequado.

Veja o artigo que preparamos com mais informações sobre a PAAF.

 

Profissionais Envolvidos no Exame

Na Clínica Viver, todos os exames são feitos por médicos.

Os exames podem ser feitos por especialistas nos exames, ultrassonografistas, por exemplo, ou por profissionais médicos das especialidades que usam diretamente esses exames, como ginecologistas, obstetras, mastologistas ou endocrinologistas e estes também serão os profissionais que farão os laudos.

Os laudos de mamografias e densitometrias são feitos por médicos radiologistas, que, na Clínica Viver de Imagens, são certificados pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. Nossos profissionais estão perfeitamente preparados para analisar todos os importantes detalhes das suas imagens.

Marque agora mesmo sua Punção Aspirativa de Tireoide por Agulha Fina na Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília.

Nós temos a sua melhor imagem!