Exames de Imagem para Diagnósticos Precisos

Exames de Imagem para Diagnósticos Precisos
11 de novembro de 2018 Dra. Nubia
Avatar
A Clínica, Destaques, Exames de Imagem

Exames de Imagem para Diagnósticos Precisos – Os passos, desde a consulta até o diagnóstico.

Os exames de imagem são importantes ferramentas de pesquisa complementar em grande parte das situações apresentadas nas consultas médicas.

Eles permitem a visão de estruturas interiores do organismo de forma segura, visto que não são invasivos.

Com os exames de imagem também é possível fazer medições, acompanhar o funcionamento de órgãos, assim como identificar a presença de nódulos, tumores e outras condições indesejadas.

Quanto mais cedo conseguirmos um diagnóstico preciso, maiores serão as possibilidades de tratamento e as chances de cura de vários problemas. E tudo começa na consulta.

A Consulta

consulta médica

A consulta médica é o momento no qual, a partir de uma conversa e de exames físicos, tem início a pesquisa médica por um diagnóstico.

Quando um paciente narra uma queixa, um incômodo, algo que saia da normalidade; ele dispara dúvidas no médico, que usa essas informações para definir uma linha de análise.

Marque uma consulta com um especialista sempre que algum achado indesejado ou sintoma se destaque ou prolongue mais que o normal.

Na consulta, nada deve ser omitido. Até mesmo informações constrangedoras, ou aparentemente sem importância devem ser relatadas, porque, no que pode parecer um pequeno detalhe, pode estar o x da questão.

E essa tentativa de entender o que está acontecendo com o paciente passa por fases importantes. Na consulta, o(a) médico(a) deve:

  • Ouvir atentamente a descrição do ocorrido. Ele(a) deve pedir que a pessoa detalhe ao máximo a situação.
  • Analisar o histórico de doenças na família, para identificar tendências de que condições apresentadas na família também possam se manifestar no paciente.
  • Analisar exames de imagem anteriores que o paciente levou à consulta, para verificar se já havia indicação anterior de problema.
  • Anotar a lista de remédios que a pessoa toma. Isso permite vislumbrar eventuais relações entre o que foi relatado na consulta e possíveis reações medicamentosas, contraindicações ou efeitos colaterais advindos dos medicamentos em uso pelo paciente.

Exames físicos

Parte-se, então, para exames físicos, que são:

  1. A Inspeção consiste na observação atenta do paciente, para identificar qualquer detalhe que se desvie da normalidade. A postura, os movimentos, as reações e a descrição do que se sente podem dizer muito do problema. Sintomas específicos podem exigir inspeções mais específicas.
    Outras importantes verificações que devem ser feitas são as possíveis influências de fatores emocionais e/ou neurológicos. Isso pode ser visto pela análise de reações e reflexos, e emocionais pelo atento acompanhamento da forma como os problemas são narrados.
  2. A Palpação é a pesquisa que utiliza o tato para aprofundar a análise. Nessa pesquisa analisa-se a textura, firmeza, pontos de maior sensibilidade, elasticidade, e outras informações, obtidas por meio de movimentos e pressões.
  3. A Percussão consiste na análise dos sons que pequenas “batidas” em regiões específicas provocam. Os sons que retornam dessas batidinhas têm características de timbre, tonalidade e intensidade que permitem analisar elasticidade, resistência, sensibilidade, reflexo, firmeza, presença de ar ou gases e outras características que podem indicar ou não determinados problemas.
  4. As Medições são exames feitas com instrumentos auxiliares, como medidores de pressão, termômetros e tudo mais que permita a comparação dos resultados obtidos com os padrões devidos.
  5. Por fim, a Ausculta permite que os sons internos do corpo sejam ouvidos e analisados com a utilização de um estetoscópio. Pulmões, estruturas do sistema circulatório, coração e órgãos do aparelho digestivo são algumas das estruturas em que o som diz bastante de seu funcionamento.

Os achados nos exames físicos e os dados obtidos na conversa com o paciente podem indicar a necessidade de exames de laboratório e de imagem, para aprofundamento da pesquisa rumo a um diagnóstico preciso.

Dependendo da conversa da consulta e dos exames físicos, eliminamos algumas linhas de pesquisa e aprofundamos outras.

Exames Laboratoriais para Análise Aprofundada de Suspeitas

Se a análise da consulta e os exames físicos despertam suspeitas, os exames de laboratório aprofundam essa análise, ao compararem os resultados obtidos com os valores ideais.

Exames laboratoriais são exames complementares, feitos em laboratórios de análises clínicas, que podem ser necessários para a confirmação de certos diagnósticos.

Amostras são coletadas, analisadas, e as medições ou características obtidas são comparadas aos padrões de normalidade.

Quaisquer descompassos entre os resultados obtidos e os padrões podem ser significativos na confirmação de determinadas patologias.

Dependendo do caso, os exames de laboratório podem ser dispensados para que o fluxo da análise siga diretamente para a pesquisa por exames de imagem.

São exames de laboratório mais comuns os de sangue, fezes e urina, e, em cada um desses tipos são muitos e variados os exames específicos. Os exames laboratoriais mais comuns são os que analisam:

 

No Sangue:

  • Hemograma Completo (hemácias, leucócitos e plaquetas).
  • Tempo de coagulação.
  • Colesterol.
  • Ureia.
  • Creatinina.
  • Fígado.
  • Eletrólitos.
  • Ácido Úrico.
  • Proteína C Reativa.
  • Próstata, nos homens.
  • Inflamações.

Na Urina:

  • EAS (exame básico que analisa uma série de fatores)
  • Cultura para pesquisa de infecção urinária

Nas fezes:

  • Parasitas (vermes)

Os resultados dos exames laboratoriais auxiliam os diagnósticos quando se suspeita da existência de um problema. Confirmadas certas suspeitas e eliminadas outras, partimos para os exames de imagem.

Os exames de imagem podem levar à confirmação de uma condição.

Eles acrescentam a possibilidade de se visualizar e gravar imagens do órgão com problema. Permitem, também, analisar sua extensão, complexidade e características, de forma extremamente precisa.

Exames de Imagem Para Diagnósticos Precisos

O progresso das técnicas médicas, o avanço na qualidade dos aparelhos, e a disponibilidade de centros de excelência para o preparo profissional dos médicos especializados em captura e análise de imagens, deram aos exames de imagem posição de protagonismo nas avaliações médicas.

Os exames de imagem podem respaldar as suspeitas que uma série de avaliações anteriores levantaram. Com eles, o que era uma suspeita ganha forma, medidas e características visuais.

O exame de imagem não têm importância apenas na fase de diagnósticos. Procedimentos e cirurgias, se necessários, não partirão da mera presunção do que se encontrará, mas de imagens muito próximas das reais, que guiarão esses processos.

Exames de Imagem

Tecnologias de Captação, Geração e Armazenamento de Imagens

Os exames de imagem podem utilizar diversas tecnologias para a captação e armazenamento das imagens:

Os exames radiológicos (raios x) utilizam os raios-x para conseguir fotografias de alta resolução. É a tecnologia utilizada nos exames de:

  • Raios-x
  • Mamografia,
  • Tomografia computadorizada e
  • Densitometria óssea.

Há exames de imagem que utilizam a criação de um campo magnético e ondas de rádio. A partir das reações de partículas dos átomos, conseguem imagens extremamente detalhadas das estruturas interiores.

É a tecnologia usada nos exames de:

  • Ressonância magnética e
  • Densitometria de corpo inteiro.

Os exames de imagem que utilizam ondas ultrassônicas emitem sons e captam o seu retorno, produzindo imagens fixas e vídeos das estruturas internas.

É a tecnologia por trás dos exames de:

  • Ultrassonografia ou ecografia.

Exames de Imagem Para Guiar Procedimentos e Cirurgias

Os exames de imagem podem ser convencionais ou com contraste. Os exames com contrastes comparam as imagens antes e depois da aplicação do contraste.

Isso mostra o fluxo de sangue, fluidos e de outros líquidos no corpo e permite o acompanhamento do trabalho de órgãos e sua vascularização.

O uso de contraste permite, também, o acompanhamento de processos inflamatórios e tumorais, pois verificam a alimentação (de sangue e outros) dessas estruturas (vascularização).

Essa vascularização indica se os processos estão “vivos”, isto é, em andamento, e a intensidade de sua progressão.

Os exames também podem guiar procedimentos, tornando-os mais efetivos e seguros. É o caso das punções de tireoide e de mama (core biopsy de mama), que são guiadas por ultrassom.

Usam-se as imagens obtidas para se ter a noção precisa do local de onde se extrairá a amostra. Esta será enviada, posteriormente, para biópsia ou identificação.

É a tecnologia de imagem tornando um procedimento ainda mais preciso, porque aumenta a chance de se conseguir um diagnóstico de forma rápida, segura e definitiva.

Todos os exames têm peculiaridades e podem ter restrições para pacientes em situações específicas, tais como gravidez, idade muito baixa ou elevada, e outras.

Por isso é obrigatório o pedido médico para qualquer exame de imagem, com indicações de preparo, restrições e instruções.

A Ultrassonografia – Exemplos de Uso

A ultrassonografia (sinônimo de ecografia) é um exame de imagem com um método excelente para a detecção de diversas patologias, visto que é rápido, indolor, não-invasivo e não utiliza radiação.

Por exemplo, por meio da ecografia de abdome é possível avaliar fígado, baço, vesícula biliar, pâncreas, rins, bexiga, útero e próstata. Assim, podemos detectar nódulos, cálculos e processos infecciosos, como apendicite e diverticulite.

A ultrassonografia transvaginal permite a detecção de miomas, pólipos, endometriose, adenomiose e tumores ovarianos, benignos ou malignos.

A ecografia de tireoide pode demonstrar aumento de volume desta glândula (bócio), assim como a visualização de nódulos e calcificações.

Ela ainda pode guiar procedimentos de punção da tireoide, para retiradas de amostras para biópsia.

Os exames com Doppler mostram o fluxo sanguíneo na estrutura examinada. Por isso, são indicados tanto para a pesquisa de varizes e trombose, quanto para demonstrar o progresso de um processo inflamatório ou tumoral.

As ecografias obstétricas mostram as estruturas do feto, avaliando se o seu crescimento está adequado.

Com estudo com Dopplerfluxometria podemos avaliar o bem-estar fetal, principalmente nas gestações de maior risco.

As ecografias musculoesqueléticas podem demonstrar rupturas de tendões, ligamentos, além de processos inflamatórios e tumorais.

A Ecografia Mamária (Ultrassonografia das Mamas) pode ser realizada em qualquer idade, e é fortemente indicada para o acompanhamento da saúde das mamas, em mulheres a partir dos 30 anos.

Ela também pode guiar procedimentos de punção das mamas, para pesquisa de nódulos.

Exemplos de Indicação de Exames de Imagem Radiológicos

As radiografias são exames que funcionam em situações básicas, como fraturas simples e busca de cáries nos dentes, por exemplo.

Se a pesquisa é um pouco mais complexa e demanda maior precisão, usa-se a tomografia computadorizada, visto que fornece imagens mais precisas e detalhes não visualizáveis com o exame básico de raios-x.

Já a mamografia oferece imagens de ótima qualidade e permite identificar lesões bem pequenas na mama. A Mamografia é o exame de escolha, o padrão ouro para rastreamento do câncer de mama em mulheres a partir dos 40 anos.

Leia mais nesse artigo em que detalhamos os tipos de exames de mama – Quais as diferenças entre a Mamografia e a Ecografia Mamária?

A densitometria óssea é outro exemplo de exame radiológico preciso e importantíssimo para o diagnóstico da osteoporose.

Saiba mais lendo este artigo: O Que é Osteoporose? Prevenção Pela Densitometria Óssea.

Este exame utiliza raio-x em baixíssima quantidade, para avaliar a densidade mineral óssea (DMO), o que permite caracterizar a osteoporose, configurada quando há baixa DMO, indicando e qualificando o risco de fraturas.

A tomografia computadorizada, por sua maior flexibilidade, mostra-se preferencial para análise de:

  • ossos,
  • exames em idosos e crianças,
  • portadores de próteses, aparelhos ou dispositivos auxiliares, externos ou implantados ao corpo, como DIU, marca-passos, stents e outros.

Exames que Utilizam Campos Magnéticos e Radiofrequência

A Ressonância Magnética (RM) e a Densitometria de Corpo Inteiro são os exames de imagem que utilizam a tecnologia de campos magnéticos e radiofrequência para colher imagens de excelente qualidade, em vários planos.

É um exame que pode ter sua indicação restringida, porque é muito demorado e exige que o paciente enquanto examinado.

A RM obtém imagens em vários planos, possibilitando simulações da forma do órgão em 3 dimensões (3D).

Isso pode ser de grande auxílio para certas cirurgias ou análises de situações mais complexas.

A Densitometria de Corpo Inteiro é um exame seguro, já que utiliza doses baixas de radiação. Ela permite avaliar além dos ossos, os percentuais de gordura total, androide e ginoide; e tecido visceral adiposo, que é a gordura entre as vísceras.

É um exame indicado principalmente para tecidos moles, coração, vasos sanguíneos e pesquisas neurológicas.

 

Clínica Viver de Imagens Médicas, em Brasília

A Clínica Viver, de Brasília, já se consolidou como referência em exames de imagem, pela experiência e credibilidade de seu corpo clínico, pelo constante aperfeiçoamento das suas equipes médicas e de atendimento, e pela disponibilidade de equipamentos de última geração.

Nosso compromisso é proporcionar a quem nos procura um atendimento humano e ético, garantindo um diagnóstico seguro e rápido.

Nossa equipe de mamografia, ecografia e punção mamária conta com profissionais altamente qualificados. Todos recebem treinamento para lidar com as particularidades do atendimento ao público feminino.

Fazemos, também, punções guiadas por ultrassonografia de tiroide (punção de tireoide) e mama (core biopsy de mama), além de biópsias e consultas médica nas especialidades de Endocrinologia, Mastologia, Ginecologia e Obstetrícia.

 

Diferenciais da Clínica Viver de Brasilia

Tratamos todos os que nos confiam sua saúde com a mesma atenção e respeito. Por isso, temos agenda única para clientes de convênios e particulares.

Nós dispomos de ambiente amplo e confortável, composto de grande área de recepção e espera, com área para crianças e 3 banheiros, com 9 salas de ultrassonografia (ecografia), sendo uma delas com ecógrafo para ecodoppler fetal, além de mamografia digital e densitometria óssea. Temos também consultórios para fazer punções e biópsias de mama e tireoide.

Prezamos também pela agilidade, tanto na marcação de consultas e exames, como na entrega dos resultados. Os laudos ecográficos são entregues minutos após o exame, e os de mamografias e densitometrias ósseas em até 3 dias.

Todos os nossos equipamentos são recentes e de última geração. Veja nossas instalações em fotos 360º.

Teremos grande prazer em receber você na nossa clínica.

Agradecemos seu interesse por nosso conteúdo sobre Exames de Imagem para Diagnósticos Precisos. Acompanhe nossos textos e vídeos para mais informações sobre sua saúde.

Comente, pergunte, participe das nossas discussões.

 

Se precisar de exames de ultrassonografias, densitometrias, mamografias, tomografia, endoscopias ou biopsia em Planaltina-DF e região, procure a Clínica Afetus.

A Clínica Afetus também oferece consultas de gastroenterologia, cirurgia geral, ortopedia, clínica médica, endocrinologia, mastologia, ginecologia e obstetrícia em Planaltina/DF.